Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



no espelho...

Domingo, 08.06.14

 

 

em teu rosto, as lágrimas que nunca verteste,

lágrimas por um amor ausente

que tornando-se estéreis, eternamente

carregarás em teu olhar,

serão lágrimas de dor, e de saudade... tão presente.

 

eu teu rosto, o vazio de um olhar sem brilho,

espera dolorosa no tempo

por um passado sem história, varrido pelo vento

e para sempre perdida por entre os dedos,

de uma forma cruel, em tão memorável momento...

 

teu rosto... máscara perfeita, sem rugas,

sem idade, que o tempo criou...

apenas plástico, patamar que a alma alcançou

para não morrer, sempre que se olhava ao espelho,

para não lembrar o quanto sofreu.. o quanto amou...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 15:55