Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



no silêncio...

Sábado, 22.11.14

 

 

inquietante o silêncio das coisas,

das pedras do caminho,

das árvores que me rodeiam...

 

finjo não ouvir...

o silêncio por vezes diz coisas

que matam como facas afiadas,

ou tão difíceis de entender...

 

quem quer contar até três,

olhar o céu, admirar as estrelas,

sorrir, sim, sorrir

e aos pinotes pensar que voa?

 

tonto, irreverente, inconsequente...

lá fora mora a noite, escura como breu,

e no céu... não há estrelas no céu...

apenas o luto por quem está ausente...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:03


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.