Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



outros olhares...

Domingo, 25.05.14

 

 

 

quando olhavas meus olhos e vias o mar,

dizias que te sentias baloiçar

num barco, em calmas ondas,

navegando num mar sem fim

como sem fim era a paz no meu olhar...

 

falavas das estrelas, falavas do luar,

falavas do desejo de ser anjo,

e sendo anjo, eu voaria em tuas asas

pelo paraíso que inventaste para nós...

 

mas os olhos cansam-se no tempo,

e onde vias mar, nasceram nuvens,

castelos cinzentos, ameaçando tempestade...

 

já não serias anjo, nem terias asas,

e o que seria paraíso, não passam de dunas

onde o mar bravo trai os namorados...

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 16:50


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.