Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



pingos de chuva...

Sábado, 21.09.19

pingos chuva.jpg

suavemente libertam-se os pingos de chuva,

como dádiva de vida

a quem a morte já chamava...

tento acariciá-la por entre os dedos,

prendê-la, ou na pele se envolver

como bálsamo de vida, requinte de prazer...

no jardim tudo é quedo

como que embriagado pela frescura tão desejada,

e até as aves antes inquietas e tontas, se acoitam

em copas de árvores agradecidas aos céus...

sorriem meus olhos na manhã

pela quietude deste tempo,

pela paz, pelo momento,

e deixo-me adormecer... até já!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 13:29