Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


grãos de areia...

Quinta-feira, 11.09.14

 

 

eram leves, perfumados,

e ondulavam ao sabor da brisa...

sentir cada movimento,

era como um suave massajar

pelas mãos de quem sabe...

os pés, esses seres sem alma,

sem graça, sabem nos levar

pelas areias do destino,

e se esquecem de nos trazer de volta

às pedras soltas do caminho.

um dia vou querer ser mar, ser pé,

ser uma gaivota sem mar,

beijar cada grão de areia,

e nos seu ouvidos sussurrar:

deita-te comigo.. vamos sonhar...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 21:32

CAMINHANDO NA AREIA

Terça-feira, 15.01.08

Pela praia vazia, ventosa, húmida,

seguindo sem destino

tento ouvir a voz do vento,

tento ouvir o pensamento,

murmúrios de dentro de mim...

Tento ouvir tua voz,

e olho em redor...

Tu não estás,

mais uma vez não virás,

Apenas gaivotas em bandos na areia.

Continuo caminhando passo a passo

(já vai longa a caminhada...)

A areia húmida

se deixa pisar,

(sinto-a engolir meu andar)

Vida que vais fugindo,

anos que vão passando,

destino que está traçado

no mar põe teus olhos.

Minuto a minuto se renovando

é a força, é a beleza em cada onda.

É a morte na areia,

para logo renascer lá além.

Mar, faz-me renascer também........

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 22:04