Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Não ao betão...

Sexta-feira, 19.06.09

  

https://1.bp.blogspot.com/_mQ9NG8lfGTc/SCco41-JQlI/AAAAAAAAAAU/J9CzMhkClV8/s400/lisboa.1.jpg

 

 

Finjo nada ver e corro sem direcção...

E na correria, louca  tenho certeza,

"atropelo" a gente, o que vem à mão,

mas sigo em frente...

Esta não é a minha gente,

esta negrura, sem alma, sem fala,

nada me diz..deixai-me fugir,

deixai-me procurar os verdes vales,

os rios e árvores em sintonia,

deixai-me fugir desta agonia...

Oh árvores em desalento,

em morte anunciada,

sinto-vos sufocadas,

sem vida, sem cor, sem nada...

E até vossas folhas voaram no vento...

Vossos braços se partiram com a geada...

Nada sois neste monte de betão...

Na quietude da noite eu voltarei,

e vestindo as vestes de coveiro,

farei vosso enterro, peça a peça cortarei,

e numa qualquer noite de inverno

me fareis companhia no braseiro...

Sonho com a vida...não com o inferno...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:39