Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


28 ºC....

Sábado, 25.10.14

quanto desassossego nas horas mortas,

no ar que respiro e me sufoca.

este tempo, já não é o meu tempo

nem das cigarras que deixaram de cantar...

 

devoro mais um cigarro

que queima tanto como o tempo que faz,

e nem o fumo que um dia ambos sugamos

me liberta a memória de tanto sonhar...

 

talvez o tempo tenha mudado...

talvez seja eu no tempo parado...

 

quem sabe, a areia da praia,

o suave beijo do mar

me faça renascer...acordado...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 21:49

gota de água...

Quinta-feira, 27.06.13

 

 

 

hoje queria ser a água que rega o jardim,

a limpidez, a frescura que brota

das profundezas da terra...

de contentes, parece que as flores agradecem,

e sorriem,

como se numa gota de água,

existisse o elixir da primavera...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 21:41

Quase Noite....

Terça-feira, 17.07.12

 

 

fim de tarde de verão,

onde o silêncio reina,

e este calor que me sufoca,

e esta ansiedade,

este nunca mais ser amanhã...

 

e esta necessidade de olhar em frente,

sem muros, sem tabus,

sem regras, sem segredos,

onde a vida tem vida,

sorrisos, olhares puros...

 

olho o céu, as estrelas,

mando recados para o firmamento,

pedidos, chamamento,

e sei que não sou ouvido...

lá fora, o calor é um tormento... 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 22:29

Ondas de Verão....

Segunda-feira, 25.06.12

 

Soltam-se os corpos,

esquecem-se as dores,

nascem novos amores,

no tempo que faz...

 

E como queima o sol,

mas alivia a alma,

se na tarde calma

o corpo se delicia no mar...

 

Mas se teu destino é ficar

nas ondas que tua vida criou,

navega, o tempo não parou,

melhores ventos irão soprar...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 21:58

Dia de Verão...

Quinta-feira, 31.05.12

 

 

 

e se na manhã de primavera

brilhar forte o sol de verão,

não, não é engano da estação,

nem o desejo que impera,

é o sorriso ardente do coração

que tudo queima, tal a paixão...

 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 19:31

Águas de Maio

Quarta-feira, 25.05.11

 

 

Cega-me este calor que me rodeia,

este fantasma que ninguém vê mas sente,

manta que nos cobre tão ardente,

que tudo queima para quem semeia.

 

E eu te chamo água da vida,

gotas que imploramos a cada momento,

e enamorada ou sem discernimento,

afastada andas, errante, perdida...

 

Repara, até as flores choram,

e as aves, vê, quanta loucura,

seu piar é um lamento de secura,

e até as grandes árvores imploram...

 

Deixa-me dizer-te, é uma promessa,

se na noite, nesta noite de inferno

desceres sobre mim, como se fora inverno,

virei dançar na rua, até que amanheça...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 22:01

Dia de Verão

Quarta-feira, 12.08.09

 

http://static.panoramio.com/photos/original/8166332.jpg

 

A manhã promete calor,

ânsia de frescura, mar...

O sol queima, abrasador,

as pessoas correm, se acotovelam,

as crianças brincam no areal...

O mar enrola na areia,

vem até nós, sem cerimonial,

e nós nos curvamos, nadamos,

num apetecido refrescar...

E o mar parece gostar...

onda após onda, doce baloiçar

num contínuo vaivém...

Bela paisagem a pintar...

Imagem que guardo da manhã

nesta tarde que tudo queima,

neste ambiente infernal,

neste clima que parece trazer mal...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 15:32

TARDE DE DOMINGO

Domingo, 12.10.08

 

 

Tarde cinzenta de luz e vida

tarde "morta", sem história,

Lá fora o silêncio sem memória,

tudo está quedo, qual folha jazida.

 

As aves se recolheram e ainda é dia,

e neste silêncio ameaçador,

caem gotas do céu trovejador,

esperamos a chuva já tardia...

 

Calor abrasador de  planície desarborizada

neste Outono doente, calor tardio,

junto ao mar rugento, bravio,

o sossego, a paz de uma esplanada.

 

Tarde cinzenta de luz e cor

tarde triste para esquecer,

Noite, vem, te entrego meu ser,

me faz acordar num Ser Maior.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 15:53