Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


outono

Quarta-feira, 11.09.19

 

outono.jpg

nunca será em vão

que te procuro,

e no vazio mais escuro,

ou no clarear por entre os dedos da mão,

renasces Outono

a cada ano,

a cada fiel estação...

é ver-te assim de mil cores,

de folhas caídas pelo chão,

de lágrimas (poucas),

de apertos no coração,

que renasce a esperança

em cada rebento colorido,

em cada vaso de barro ou de latão

em forma de orquídea,

haste firme, porte sofrido,

nas noites frias, a cada novo dia...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 12:17

outras árvores...

Domingo, 11.05.14

 

 

 

sinto que nasci árvore de mil folhas,

sendo que cada folha seria uma história de amor...

algumas caíram ao crescer, sem dor,

outras se agigantaram,

e a pouco e pouco, sinto que me vergaram,

por não quererem voar,

ou até, simplesmente planar

na brisa que passava...

(amar, é seguir viagem em qualquer estrada...)

 

passados tantos anos

a árvore crescendo quase até o céu,

contam-se os ramos,

as folhas ainda verdes, sem danos,

e novos rebentos espreitando a vida...

(amar, é uma longa estrada, quantas vezes proibida..)

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 11:01

barco á deriva...

Domingo, 17.11.13

 

 

 

 

meu barco anda á deriva

num rio sem ondas,

sem margens que o acolha...

meu barco parece uma folha

numa rua deserta e sem saída,

e como a folha seca,

vai sendo levado pelo vento,

pelas chuvas de Outono.

triste fim, triste abandono...




 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 16:03

verdes são as folhas...

Quarta-feira, 06.03.13

 

 

são verdes os teus beijos,

verdes como as maçãs de Agosto,

verdes como as folhas na primavera...

e de tão verdes, têm a frescura

do orvalho de cada fim de tarde,

a juventude que mora em teu rosto.

 

e por isso Amor, como roubar beijo teu,

se ao tocar os lábios meus,

o verde esperança de teus lábios

se transformaria em cores de Outono,

amarelo, laranja, vermelho e dourado,

e voaria ao sabor dos ventos?..



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 21:25

Outono...(cair da folha)

Quinta-feira, 14.10.10

 

https://1.bp.blogspot.com/outono+folhas++no+ch%C3%A3o,+ca%C3%ADdas.jpg

 

 

Caem as folhas na fria estrada,

como filhos largados pelos pais,

desamparadas, feridas de amor.

E nesse instante momento,

a recordação da primavera passada,

o bailar com o vento,

o aceno às pessoas que passavam...

Como foi curta a vida,

atroz e insensível

a transformação sofrida...

 

Percorrendo a estrada,

fria, de folhas enlameada,

lá vai o cantoneiro,

carrinho e vassoura na mão,

também ele insensível à ocasião...

E as folhas já moribundas,

pressentido o destino cruel,

se abraçam num acto final,

antes do fogo, antes da morte...

Triste fado...triste sorte...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 23:02

Leve Folha

Terça-feira, 29.12.09

 

http://seresteros.com/viagensdemero/wp-content/uploads/2006/12/folhas.jpg

 

Nada perguntes sobre mim

quem sou, o que faço aqui,

se  existo, ao que vim...

porque não saberei responder.

Sei que nasci no vento.

e o vento me criou assim.

Folha leve, de muito querer,

que viaja com o tempo,

que adormece ao luar,

sonhando um dia chegar

ao monte mais alto.

E aí, quem sabe, vou saber

porque não soube responder...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por inoutyou às 19:51