Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


fingimento...

Quarta-feira, 11.09.19

 

despida.jpg

amanhã é o primeiro dia

de todos os que vou fingir não te olhar...

mesmo pegando tua mão

que ao leve toque  me arrepia,

mesmo sentindo tua voz

que no silêncio da alma fala, sussurra,

eu não paro de te escutar...

mesmo sabendo-te despida de vida, fria,

amanhã é o primeiro dia,

de todos os que vou fingir não te olhar...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 12:08

foi tão pouco...

Quarta-feira, 11.09.19

mulher só.png

hoje sei que não te dei tudo,

e tudo o que tinha era tão pouco...

levava-te as palavras e os sonhos,

e tu acreditavas,

e ao contar-te, também eu acreditava

como acreditava que não havia noite,

mas madrugadas sem fim.

também acreditava quando me dizias

que o fim da rua era o paraíso,

e não apenas o virar da esquina...

 

acreditava-mos num mundo só nosso...

 

sabes, hoje sei no que acredito,

nos olhares que por mim passam e nada me dizem,

nas pedras da calçada

onde tropeço a cada instante,

nas longas noites entre quatro paredes...

e por acreditar, já não há sonhos, nem palavras...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 11:48

perfil...

Segunda-feira, 24.10.16

perfil.png

 ontem éramos tantos,

de tantas as brincadeiras,

os amuos,

os dias sem horas

e tantas as horas sem beiras...

tínhamos o poder da multiplicação

e a arma de tudo acabar,

e ficarmos só nós,

nós e a solidão...

 

mas tu sabes,

pelo brilho de teu olhar

todas as portas se abriam,

e tudo ganhava vida

onde a morte já reinava

em mortalha no leito estendida.

 

é assim que ainda te vejo,

com o brilho no olhar,

mas distante,  no tempo perdida,

com a lua por companhia...

só tu e a sombra de ti,

por trilhos sem norte, sem um abraço ao chegar...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:19

na noite...

Sexta-feira, 13.09.13

 

 


hoje não há estrelas no céu,

nem canto da lua,

nem um abraço teu...


vou fingir que não nasceu o dia,

que a noite se esqueceu

de me despertar, e só, tão só,

adormecerei num casulo só meu...



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:02

Na Noite

Sexta-feira, 19.10.12

 

 

chegaste cedo, noite...

vês, ainda estou só, tão só...

e até a lua se escondeu nas nuvens,

apenas esvoaçam as corujas,

e os morcegos por entre a vegetação...


tão triste a noite sem tua melodia,

tua voz em forma de canção,

tua presença, tua alegria...


chegaste cedo, noite,

e eu não tenho onde pernoite...

e kuão frio é teu manto noite...

preciso descansar, dormir

nas asas dos anjos, voar

até onde o sonho me deixe subir,

onde o Amor vá encontrar...



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:40

Não, à solidão...

Sexta-feira, 24.08.12

 

 

e na solidão, sou tão pequenino neste todo que é o universo,

mas fico gigante quando te lembras de mim...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 16:06

Tardes de Verão...

Domingo, 22.07.12

 

 

 

E na tarde de sol e praia

onde a multidão é grão de areia,

talvez me perdesse,

talvez até o mar me levasse,

sem que eu te reconhecesse...

 

E seria tão triste o fim,

gaivotas chorando por mim,

sem que ninguém se apercebesse...

 

Oh tardes de verão e solidão,

oh tardes quentes, sem fim,

que seja breve o vosso reinado,

que seja longo o vosso finado,

e que outras ondas acalmem a paixão...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:31

Na Noite, te Procuro...

Terça-feira, 27.03.12

 

 

Escrevo cada palavra em teu coração

salgadas pelas lágrimas que não caíram em vão...

Palavras adornadas de amor,

coloridas e perfumadas, como uma flor...

Procurei lenço de seda em tua mão,

ombro amigo, olhar de abrigo...

Procurei-te até a exaustão...

Mas sinto-te aqui, bem perto de mim,

qual corrente de ar que vem da vidraça,

qual espada afiada que me trespassa...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:35

Banco de Jardim

Sexta-feira, 24.09.10

 

http://aminus3.s3.amazonaws.com/.jpg

 

Um banco de jardim é meu poiso,

onde adormeço, onde sonho,

onde descansam as gaivotas...

Aqui analiso quem passa,

os velhos que por ali deambulam,

as mulheres em pose de engate...

Tudo daqui se vê, se pressente,

quem diz verdade...quem na verdade, mente...

Os bancos de jardim sabem coisas,

segredos contados na primeira pessoa,

companheiros inseparáveis na solidão...

E há um velho que triste passa,

olha-me, e a medo pergunta:

Dás-me lume?

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:11

À Noite...

Terça-feira, 18.05.10

http://vidainsolita.files.wordpress.com/2009/05/vazio2-thumb1.jpg

 

 

Dizem que a noite é boa companheira,

que em verdes prados transforma os pesadelos...

Dizem também, que à noite surge o amor,

surgem Deusas sequiosas pelo prazer...

Dizem...

Mas à noite, surge nas paredes a escuridão,

no silêncio da cama fria, a solidão,

e tua voz que um dia me encantou,

nem na noite grita, ou soletra quem amou...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:34