Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


boa noite...

Sexta-feira, 14.02.14

 

 

 

eram de longe as pétalas das rosas

que a brisa suavemente me entregava.

perfumadas, aveludadas,

cada qual tinha sua cor

e cada uma seu recado de amor.

 

eram de longe os beijos da manhã,

o acordar de leve como o deslizar do rio

tocando solenemente nosso corpo,

e cada beijo, uma melodia,

uma história, um hino à alegria.

 

eram de longe os feiticeiros,

os artífices do medo e da penúria

que padecem pelos desencontros no tempo,

e o tempo, a sua capacidade de renovação,

tudo altera, até o que não mais tem solução...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:22