Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



triste o silêncio..

Terça-feira, 01.04.14

 

 

quão triste o silêncio

e o bater frouxo do coração,

quão triste a recordação

e todas as lembranças,

que o silêncio não consegue esconder...

 

e cada texto meu,

cada verso, seria uma canção,

música sem refrão,

soletrado pelos lábios teus

ao encontro dos lábios meus...

 

ai amor dos meus sonhos,

encanto de todos os encantos,

quão triste e tantos os prantos

que o silêncio não consegue conter,

viva eu na esperança de nunca te perder...

 

deixa-me dizer-te baixinho

por entre teu colo, em segredo,

palavras banhadas em lágrimas pelo medo,

de que para sempre vou te amar,

eterna angústia de tanto, tanto te amar...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:32